Infra-estrutra 

Infra-estrutura anterior

A Comissão iniciou seus trabalhos em Abril de 2007, sendo constituida formalmente em junho de 2007, com a revitalização e  reforma de um antigo  barracão situado na Rua José Carlos Burle 123, utilizado anteriormente pelas adminstrações passadas como local de depósito para materiais diversos restantes de distintas obras no Condomínio ao longo dos anos.  Este possuia telhas de amianto como cobertura de telhado, espaços divididos em pequenos depósitos sem ventilação ou luminosidade natural.

O  barracão  abrigava ainda um banheiro em estado precário e inadequado para a demanda de uso dos funcionários do Condomínio, contendo somente um vaso sanitário e um chuveiro elétrico.

 
 

 Vista do "barracão" em março de 2007

 Vista da área que deu lugar a implantação da horta em março de 2007

 

Infra-estrutura atual

A reforma do  barracão  deu lugar gradualmente ao estabelecimento do Centro de Meio Ambiente (CMA) implantado hoje em uma área de aproximadamente 2.000 m².

O Projeto de revitalização do espaço é de autoria do arquiteto, condômino e membro da Comissão de Meio Ambiente, Ricardo França.
A infraestrutura atual conta com :

• Espaço multi-uso para realização de reuniões (Sala Comissão de Meio Ambiente), oficinas ou atividades para pequenos grupos, com lavabo social e mini-bancada com pia para serviço de café.
• Sanitários/vestiário para funcionários com armários, 2 vasos sanitários, 3 duchas, (incluindo construção de torre necessária para  2 caixas d´água).
• Depósito para ferramentas, com trituradeira TRAPP de resíduos orgânicos (modelo TR 200) e estocagem de adubo orgânico produzido no Centro ( ensacados após secagem e pesagem=15Kgs cada e húmus -sacos de 2kgs)
• Composteiras em alvenaria  (com 3 compartimentos sendo triagem, compostagem inicial e compostagem final)  com sistema de reaproveitamento de água de rega do composto, rica em nutrientes, visando o aceleramento e enriquecimento do processo de compostagem. O sistema é composto por canaletas, cisterna em concreto  para armanezamento da água coletada e bomba de recalque específica.

O processo de reforma foi conduzido com a filosofia de reutilização e reaproveitamento de materiais já existentes no Condomínio ( por exemplo, cerâmicas/piso, telhas, madeiramento, tijolos decorativos, janelas e portas. O partido arquitetônico do Centro buscou harmonia com o ambiente de seu entorno e o estilo compatível com as atividades planejadas em sua área.

Também buscou-se a eficiência energética, com o uso de telhas de vidro no telhado e amplas janelas valorizando a iluminação natural, bem como com a previsão do uso de energia solar para aquecimento da água no vestiário dos funcionários, o que se auto-pagaria em 2 anos, assim como re-aproveitamento da água de chuva.  Buscou-se igualmente a valorização da ventilação natural e do uso de elementos naturais no paisagismo como troncos e « bolachas » de madeira reaproveitados de árvores caídas no Condomínio, e a preferência para espécies nativas.  Parte da mão de obra e outros ítens foram doados pela Comissão de Meio Ambiente

 
 

Início da horta e produção de mudas em julho de 2008

Vista das instalações do CMA em julho de 2008

Rua Machado Portela 180 - Taquara - Rio de Janeiro - CEP 22.723-380
Acesso via Estrada do Rio Grande, 4577 - Taquara - Tel: 21 2446-4321
CNPJ 286 354 98-0001-88
IE Isento